Mercado de luxo movimenta 3 trilhões

luxo-1

Estudo revela que o mercado global de luxo está em alta e deve movimentar mais de R$ 3 trilhões até o final do ano

luxo-2Acaba de ser divulgado o estudo Worldwide Luxury Market Monitor, elaborado pela consultoria de negócios Bain & Company em parceria com a Fondazione Altagamma. A principal revelação é que o mercado de luxo global teve um crescimento de 4% nos últimos seis meses e deve ultrapassar a marca de mais de R$ 3 trilhões em 2016. Hoje a indústria de bens de luxo lucra R$ 861 bilhões. Entre os protagonistas desse cenário estão a venda de carros de luxo (aumento de 8%) e as mudanças no comportamento dos consumidores, que preferem investir em novas experiências, como viagens, gastronomia, vinhos e até mesmo obras de arte. Além disso, as joias e os demais acessórios registraram um ótimo desempenho, ultrapassado apenas por produtos de beleza, apesar de variar de acordo com a marca.

 

luxo-3A Bain & Company também identificou que o e-commerce lidera os canais de compras de luxo e já representa o terceiro maior mercado global do segmento (7%), atrás apenas dos EUA e do Japão. E prevê que o mercado de luxo ainda vai lucrar algo entre R$ 968 bilhões até 2020, com base em um crescimento de vendas anuais de 3% a 4%, a se iniciar em 2017.

 

Segundo a consultoria, na América Latina o consumo de produtos de luxo aumentou. Esse movimento está ajudando países como o Brasil a dar uma reviravolta na economia e mantém a tendência de consumo positivo para os próximos anos.

 

“O segmento de luxo alcançou seu ponto de maturação, por isso, as marcas devem adotar estratégias diferenciadas, adaptar seus negócios para uma presença omni-channel com uma abordagem centrada no cliente se quiserem ser bem-sucedidas”, afirma o sócio da Bain & Company no Brasil, Gabriele Zuccarelli.