Paraísos Artificiais

paraisos-artificiais

Nudez, sexo e cenas sinestésicas fazem parte da trama

por Bárbara Rainov

paraisos-artificiais

Paraísos Artificiais é o mais novo filme nacional do produtor de “Tropa de Elite” 1 e 2 e diretor do documentário “Estamira”, Marcos Prado, que foi lançado no começo do mês (04).

A história conta um caso de amor entre Nando (Luca Biachi) e Érika(Natália Dill), dois jovens de 20 e poucos anos, que se encontram e desencontram através do tempo e vivem momentos “sinestésicos” (que estimulam os sentidos). O filme se passa nos anos 2000 e tem três cenários principais: Amsterdã, Rio de Janeiro e Nordeste.

O diretor diz que esse filme é meio voyeurístico, já que muitas pessoas não experimentaram esses tipos de droga. A intenção da película é mostrar a ação e reação desses sintéticos e fazer com que o espectador também embarque na viagem.

Assista ao trailler: