O Gelado é o quente

O gelado é o novo quente

O multicolorido universo de sorvetes, sorbets e gelati nas mãos de caprichosos chefs e a fabulosa onda de sorveterias gourmet.

Por: Lucas Nascimento

Vem chegando o verão e não há quem não associe o calor com sorvetes, em suas várias apresentações. Ele é o milenar refrescador dos escaldantes verões mundo afora. Em São Paulo, urna das capitais mundiais da gastronomia, há sorvetes de todo tipo, com quase qualquer sabor, nas mais engenhosas combinações. Go’Where Gastronomia selecionou algumas dessas deliciosas sobremesas de verão – e um roteiro da casquinha, com os melhores sorvetes da cidade.

Le Botteghe di Leonardo

Le Botteghe di Leonardo, gelato italiano que chega ao Brasil com uma filial nos Jardins: sorvetes sem nenhum aditivo químico

Geladinhos, saborosos e feitos no capricho por verdadeiros mestres sor­veteiros, os sorvetes alcançam os mais variados e refinados paladares, em complexos combinoções de sobores. De urna simples paleta a urna sobre­mesa gelada feita por um grand chef. No restaurante português Tasca da Esquina, por exemplo, o premiado chef lisboeta Vítor Sobral incluiu entre as sobremesas o já tradicional Toucinho do Céu, doce conventual à base de ovos e amêndoas, acompanhado de sorvete de caipirinha de maracujá – unindo as duas gastronomias. Na gel ateria italiana Le Botteghe di Leonardo, marca com lojas em Milão, Firenze, Napoli e Beijing, as novidades para o verão incluem sa­bores de frutas típicas brasileiras, corno Manga, Goiaba, Cupuaçu, Cajá, Cambu­ci e Maracujá. “Por serem ricos em vita­minas e terem valor nutricional, na Itália alguns ge/ati são comum ente tidos corno uma refeição”, afirma Eugenio De Mar­co, sócio e diretor executivo da marca. A Le Botteghe tem o cuidado de não utilizar nenhum aditivo químico.E os consumidores também têm opções para quem é intolerante a lactose, diabético, vegano, adepto da comida kasher e até para pets.

Escola Sorvete

Na Escola Sorvete, comandada pelo mestre sorveteiro Francisco Sant’Anna, Campeão Latino-americano de Confeitaria de 2012 e consultor de fábricas de sorvete em vários países, os alunos vivenciam todos os processos artesanais de criação do melhor gelato. Há poucas escolas brasileiras de excelência nes:sa área. Francisco também é embaixador no Brasil da marca de chocolate belga Callebaut. Localizada em Perdizes, a Escola surge no momento em que os brasileiros começam a buscar alimentos mais saudáveis – incluindo sorvetes. Com maquinário de última geração e uma grade completa de cursos profissionalizantes – em picolés, sorvetes de massa e gelati, para o verão 2016 a aposta de Francisco é o aproveitamento de nitrogênio e de gelo seco na criação de sorvetes.

Outra opção que acaba de sair do forno geladinha é a Gelato Boutique, inaugurada este ano. A loja é fruto da união de saberes e sabores do casal Mareia Garbin, que tem formação de confeiteira (Le Cordon Bleu, em Paris) e de mestre sorveteira (Gelato University, em Bolonha), e Mario For­nari, empresário italiano. A chef já foi premiada internacionalmente, mas não deixo de volorizor suos roízes. A Gelilto Boutique propõe os característicos gelati italianos em comunhão com técnicas francesas em itens gelados de confeitaria, como semifreddo, macarons e até bem-casados com sorvete. Açúcar apenas o da própria fruta. Alguns sabores: sorbets de frutas vermelhas com jabuticaba ou de açaí com banana; ou os gelati tropicais, com ingredientes brasileiros, como o doce de leite com cumaru (semente amazônica), e o Caffe-Lime, combinação de café mineiro com raspas e suco de limão taiti.

A Addolcire é a casa criada pela experiente chef Stephanie Manto­vani, outra que passou pela Gelato University. Suas criações especiais de verão também atendem pessoas com dietas diferenciadas, a maioria vegana. “Nossos sorbets levam até 70 % de fruta”, diz Stephanie. Pink Lemonade (vegano), laranja e gengibre (vegano), morango e tomilho (vegano), espumante – à base de leite e espumante Salton e banana – são os destaques de verão.

A argentina Freddo, que nasceu em 1969, tem hoje 150 lojas espa­lhadas pela América Latina. Para este verão, a marca convidou a chef Luiza Zaidan para desenvolver uma nova linha de sundaes e, claro, o resultado é uma formosura gustativa. A chef pensou não apenas no sabor equilibrado de cada combinação, mas também nas cores e texturas. Sunmalow, sorvete de doce de leite e de creme Americano, bolinhas crocantes de morango, marshmellow, palitinhos de chocolate e, para finalizar, granulados coloridos. Passeio no Bosque: sorvete de frutas vermelhas e de mascarpone com creme de chantilly, farofa e cerejas em calda. Damascolate: sorvete de creme americano e de chocolate harmonizados com damascos, calda e raspas de caramelo.

Em 2015, a revista Veja Comer e Beber escolheu a sorveteria Veja Comer e Dawero Gelato Tradizionale como a melhor da cidade de São Paulo.

Delicari

Os gelati da Delicari e da Davvero (este o melhor sorvete da cidade para Veja Comer e Beber) fazem sucesso com seus sabores naturalíssimos

Na casa comandada pelas irmãs Suelen Ferrari e Débora Tesoto, o ex­tremo cuidado no preparo dos cremosos gelados transparece em cada sabor – são mais de 60 opções rotativas e apenas os mais pedidos estão sempre na vitrine. Elas utilizam produtos importados para determinados sabores, mas os sabores de verão são brasileiríssimos: Açaí com banana e granola; Limão Cravo com Gengibre e Melancia com Gengibre (detox); e o surpreendente e doce, sem exagero, Cana de Açúcar.

Os sócios Craig Bell, Gabriela Borges, Maurício Rolim Amaro cria­ram o conceito da marca Delicari pensando em resgatar uma relação mais saudável com os derivados de leite, preocupando-se com a origem desse ingrediente. Em sua loja, encontram-se sorvetes, iogurtes, queijos e variados produtos orgânicos. “Nosso maior valor é o mínimo processa­mento possível e o menor número de ingredientes, deixando os procesos com seu tempo natural”, afirma Gabriela. Os sorvetes são vendidos em embalagens fechadas. Entre os sabores: Figo com Mel, Framboesa com Chocolate Branco, Baunilha da Polinésia, Caramelo de Bali.

Outra sorveteria que preza a feitura artesanal, a seleção minuciosa dos ingredientes e o cuidado com sua origem é a Frida & Mina. A sorveteria é o resultado da mudança de vida da RP Fernanda Bastos e do publici­tário Thomas Zander começaram depois de uma temporada em Paris e  nascimento da filha. A ideia era fazer sorvetes à moda antiga. É Thomas quem vai para a cozinha produzir pequenos lotes de 1 O a 15 litros de sabores variados, 10 para os fixos e os demais nos especiais da semana. O de café é feito com grãos de arábica Martins Café, deixados de molho no leite quente para extrair sabor; o de menta leva menta fresca e flocos de chocolate Amma 45%; o de baunilha orgânica é feito com favas de baunilha orgânica cultivadas no sul da Bahia. Muito gostoso.

Onde encontrar:

Tasca da Esquina
Alameda ltu, 225
Jardins
Tel.:(11) 3262-0033 / 3141-1149

Le Botteghe di Leonardo
Rua Oscar Freire, 42
Jardim Paulista – São Paulo
Tel.: (11) 2528-2000

Gelato Boutique
Rua Pamplona, 1023
Jardim Paulista
Tel.: (11) 3541-1532

Freddo
Rua Normandia, 22
Moema
www.freddobrasil.com

Addolcire
Alameda Jauaperi, 1201
Moema
Tel.: (11) 4305-4001

Davvero Gelato Tradizionale
Rua Pais de Araújo, 129
ltaim Bibi
Tel.:(11) 3881-6552

Delicari
Avenida Higienópolis, 618
Higienópolis – Tel.: 3823-2715

Rua Lourenço de Almeida, 819
Vila Nova Conceição
Tel.: 3044-2624
Delivery: 3823-2715

Frida & Mina Sorvete Artesanal
Rua Artur de Azevedo, 1147
Pinheiros
Tel.: (11) 2579-1444