O restaurante do hotel Ca’d’Oro ressurge repaginado

A volta de um clássico, a inauguração de um novo conceito de cozinha francesa, parrilas e sanduíches artesanais – são alguns dos novos points gastronômicos que acabaram de estrear na cidade.

Por: Shirley Legnani

Restaurante Ca’d’Oro

Retorno de um clássico

Totalmente repaginado, o Ca’d’Oro, restaurante que fez história no térreo do Hotel Ca’d’Oro, acaba de reabrir no mesmo endereço. A família Guzzoni, dona do hotel, assina o retorno em parceria com a incorporadora Brookfield, que ali ergueu um novo complexo – com apartamentos, escritórios e hotel. Pratos clássicos italianos, especialmente da região que compreende o Piemonte, Lombardia, Vêneto e Ligúria, com menu desenvolvido por Fabrizio Guzzoni, traz: Casoncelli alla bergamasca, Fettuccine al triplo burro e, é claro, o lendário Gran bollito misto alla Piemontese. Com 90 lugares, o espaço se divide em dois ambientes, o salão de paredes espelhadas e a varanda envidraçada, de frente para rua. O mobiliário é clássico, com mesas que são escoltadas por sofás e poltronas em tons de verde e cru. O piano francês Erard, de 1870 – único do Brasil em funcionamento – retorna ao restaurante, assim como outras obras de arte que decoravam o antigo Ca´d´Oro. Entre elas, a “Estátua equestre de Bartolomeo Colleoni”, réplica em bronze do original de Andrea Verrochio, existente em Veneza, Uma deliciosa volta no tempo.

Rua Augusta, 129, Consolação. – Tel.: (11) 3236-4300


Blue Sandwich Market

Orgânico e artesanal

novossabores1Instalado num espaço moderno e arejado nos Jardins, o Blue Sandwich Market oferece sanduíches com receitas criativas preparadas pelo restaurateur Vitor Leardi, que combina o profissionalismo adquirido no mercado financeiro à vocação genética – seu pai foi dono da Lanchonete Paulista, que fez sucesso em São Paulo nos anos 80. Finalizado à vista do cliente, o Porchetta é feito com porchetta marinada por 24 horas e assada em forno lento, depois pururucada para dar crocância extra, combinada com uma versão da salada vietnamita Bahn Mi, no pão ciabata. Outra estrela é o Brisket com carne, que derrete na boca após ser cozida por cinco horas em panela de ferro, molho barbecue e maionese da casa, alface, cebola e tomate no brioche. Os Spinach Roll são bolinhos de espinafre com queijo da serra da canastra. Para finalizar, escolha o Cheesecake NYC Style, assada no forno e coberta com geleia de morango ou frutas vermelhas.

Rua Haddock Lobo, 1396. – Tel.: (11) 3062-7772


Cocina Bar y Vino

Parrila e algo mais

novossabores2Comandado pelo chef Renato Lopes, o Cocina Bar y Vino traz inspiração argentina e bons preços à região do Baixo Augusta. Num sobrado branco, o restaurante é um projeto solo do chef que já passou por Mestiço, Saj, Filipa e Manish. Apaixonado pela gastronomia portenha, Lopes investe numa cozinha simples, de bons ingredientes e receitas pouco conhecidas na cidade, como peixes preparados no sartén (chapa de ferro, comum nos restaurantes de Buenos Aires) e os de raízes italianas, como pennes, linguinis e paglia e fieno (macarrão palha e feno). No décor, em estilo rústico, pôsteres que remetem a cenas de Buenos Aires. No piso superior, um espaço mais voltado para eventos. No menu, o chef dá um toque de contemporaneidade a clássicos argentinos. As típicas Empanadas (de carne, queijo blue cheese, queijo brie e cebolas caramelizadas), a Tábua de Charcuterie com presunto cru, salame andaluz, pastrami, mortadela com pistache, azeite temperado com pães feitos na casa. Como principais, o chef sugere: o Penne alla Vodka, macarrão com molho com tomates, creme de leite e vodka, e o Bife Ancho (miolo do contra-filé), Chorizo. Seu prato argentino preferido e, agora, também o do Cocina, é o assado de tira (ao ponto, temperado apenas com sal), com batata rösti e molho chimichurri.

Rua Fernando de Albuquerque, 255 – Consolação. Tel.: (11) 3881-1824


novossabores3Sympa

Neo-bistrô

Desde que começou a cozinhar, Thiago Cerqueira Lima se aventura por panelas francesas. Saindo de Belo Horizonte para a Bahia, posteriormente São Paulo, passando por Florianópolis e de volta à capital paulista, o jovem chef passou por todas as etapas da cozinha e agora assume seu próprio restaurante, o Sympa.  De atmosfera casual, o enxuto cardápio do neo-bistrô (novo conceito de restaurantes despretensiosos da França) apresenta receitas francesas contemporâneas. O Tempurá de rã vem acompanhado de nhoque de cenoura e emulsão à provençal, e o Tartar de carne com ovas de uni (ouriço-do-mar) é para ser degustado com chips de arroz moti. Os Camarões grelhados ao molho bisque chegam à mesa escoltados por raviólis de abóbora com manteiga de gengibre. O ambiente informal abriga 38 lugares distribuídos em mesas de madeira onde não há toalhas ou pompa, mas conforto.

Rua Haddock Lobo, 1002 – Jardins