Bebé e BO.Bô – brasileiras e glamourosas

Em meio às grifes internacionais que ganham cada vez mais espaço no Brasil, as marcas nacionais Bebé e BO.BÔ se destacam no mercado de vestuário feminino de luxo e apresentam as principais tendências do próximo verão

Por Manoela Ferreira Foto Wellington Nemeth

BOUTIQUE BEBÉ Fazendo a diferença

Criada em 1976, como um passatempo de sua proprietária, Bebé Fairbanks, a Bebé conserva até hoje o conceito de boutique – uma loja onde se vendem artigos finos e peças de vestuário feminino. “Nossa produção é pequena, umas 30 peças por item, é quase uma exclusividade. Pelo menos em São Paulo, vai ser difícil encontrar alguém com uma roupa igual. Não tenho interesse em me tornar uma megamarca, atacar o Brasil inteiro, massificar. Somos pequenas e pretendemos continuar assim”, afirma a proprietária. O fato de a loja ter começado em bairro deu origem a um ambiente bem “familiar”, com a propaganda boca a boca criando clientes fiéis há mais de 20 anos. Atendendo a um público amplo, de uma garota de 16 anos a uma senhora de 60, a marca veste os mais diversos estilos de mulheres. “Temos clientes de Minas e até da Bahia, que passam na loja quando vêm a São Paulo. Muitas vezes vêm a mãe, a filha, a prima, são vários estilos. As executivas também nos procuram bastante, elas gostam muito das nossas calças de alfaiataria”, diz Bebé.

A marca já teve uma loja no Shopping Iguatemi, mas atualmente se concentra na matriz, localizada na Vila Nova Conceição, e numa filial, na Rua Bela Cintra. “Decidimos optar pela loja de bairro por essa coisa da exclusividade e atendimento personalizado. Eu também observei que a mesma cliente do shopping chegava aqui e fazia uma compra diferente, mais demorada, porque loja de shopping é para consumo rápido e ocasional. A cliente não tem a fidelização que ocorre aqui”, diz Luciana Fairbanks, filha de Bebé e diretora de produto da marca.

Criação das peças

A Bebé não tem fábrica própria, a produção das peças é terceirizada. Mas a criação fica a cargo de Luciana. “O que eu mais gosto mesmo é dessa parte de criar, mas ninguém faz nada sozinho. Eu e minha mãe viajamos juntas e trocamos muitas ideias. Além disso, escuto as minhas vendedoras, o que as clientes estão pedindo, é uma criação coletiva”, conta. Luciana faz pesquisas, desenha, fotografa, acompanha desfiles, mas sua inspiração mesmo é a moda das ruas. “Eu me atenho mais ao que estão usando, não procuro uma grande inovação ou inspiração em algum artista, faço roupas para consumo, totalmente usáveis”. A loja está aos poucos trocando a coleção, mas ainda dá para correr atrás de algumas peças de frio com as tendências da estação: “O perfil deste inverno foram as jaquetas de couro ecológico, os coletes de pelo e as calças de alfaiataria”, diz.

O que esperar para a próxima estação?

A nova coleção já está a todo vapor. “Estamos produzindo o verão, que pede roupas leves, confortáveis, fluidas, como calças mais largas e saias, além das estampas e detalhes em couro. Uma tendência forte são as estampas de cocar, que usamos em várias peças. Também acreditamos bastante na mistura de tecidos mais casuais com tecidos nobres, para compor os looks”, revela Luciana. São calças de seda, casaquinhos de paetê, animal print nas blusas, saias com patchwork e couro ecológico, calças bordadas, camisas de cetim, saias bordadas, com estampa de lenço e mistura de cores – afinal, o verão é sempre alegre e colorido.

Um luxo que faz a diferença

Muito se fala na correria do dia a dia, principalmente entre as mulheres contemporâneas, que trabalham, cuidam da casa, dos filhos e acabam ficando sem tempo para cuidar de si mesmas. Por isso, Luciana acredita que mandar a peça para a casa das clientes pode ser um diferencial: “Às vezes mando para a cliente experimentar, pois muitas compram sempre na loja, mas estão sem tempo de vir aqui. A intenção é facilitar a vida das clientes. Se ela tiver uma festa hoje e não pode vir à loja, mando opções para ela ver. Você tem de adaptar seu negócio ao dia a dia das pessoas”.

www.boutiquebebe.com.br

A BEBE americana

Fundada por Manny Mashouf, em San Francisco, em 1976, a grife americana desenvolve uma linha distinta de vestuário e acessórios para mulheres contemporâneas de todos os gostos, mas ainda não chegou ao Brasil. A Bebe se tornou referência em varejo e atualmente conta com 248 lojas e um e-commerce. O estilo segue as principais tendências das passarelas e é uma excelente dica para quem vai viajar para os Estados Unidos e está em busca de roupas de qualidade por um preço bacana. Vale a pena conferir o site para ver os must have da próxima estação: tem jeans coloridos com estampas de animais e metalizados, blazers coloridos de diferentes comprimentos, saias mais longas, sapatos com spikes e rebites, além de maxiacessórios.

www.bebe.com

BO.BÔ: SIMPLES E CHIC

O nome BO.BÔ vem da expressão Bohème Bourgeois, ou seja, boêmio burguês – termo criado pelo jornalista David Brooks para definir o novo look da juventude americana, uma mistura de diferentes estilos, cuja essência é misturar simplicidade com originalidade. O termo define muito o perfil das clientes da marca: uma mulher inteligente, antenada e com muito estilo. Criada em 2006, a Bo.Bô é uma marca brasileira conceituada no mercado de luxo e atualmente conta com mais de 27 lojas espalhadas pelo País. A marca apresenta agora a nova coleção de verão inspirada na mulher moderna, feminina, alegre e com sex appeal. Para estrelar a campanha, a atriz americana Olivia Wilde posou para as lentes do fotógrafo Mark Liddell, no lindo Old Westbury Gardens, patrimônio de Long Island, NY. A grande aposta da BO.BÔ na temporada é nas estampas, seja nas calças, nas saias ou camisas, com temas étnicos, florais ou animal print, sempre presentes nas roupas da marca. Destaque também para os tons fluor vibrantes, como rosa, verde e azul, além do vermelho, verde, branco, dourado e prata. O bordado aparece nas blusas, minissaias e calças. Rendas, tricots, paetês, seda e couro fake são outros materiais presentes nas peças. Nos acessórios, os cintos, colares e pulseiras acompanham a alegria do verão e surgem em cores vibrantes. Já as bolsas são destaques em clutches com toques metalizados e espelhados, transformadas em verdadeiras joias. Para arrematar o look, sandálias coloridas e com tiras, ideais para os dias mais quentes. Rasteiras de cobra e scarpin lisos e em animal print ampliam o leque de escolhas.

www.bobo.com.br