A joia do mares

Projetado pela Newcruise Yacht Projects, o Sapphire, iate US$ 110 milhões, foi lançado ao mar pelo estaleiro alemão Nobiskrug para arrebatar o título de a mais preciosa joia dos mares do planeta.
Um luxo acessível apenas a multimilionários
Por Leonardo Millen

O azul hipnótico das saras sempre conquistou os apaixonados por joias. Tanto que foi a pedra escolhida para o anel de casamento de Lady Di com o Príncipe Charles, o mesmo usado por Kate Middleton no seu casamento com o príncipe William, como uma singela homenagem. Talvez por seu valor e pompa, o tradicional estaleiro alemão Nobiskrug, especializado em fabricar iates de luxo acima de 60 metros por encomenda, batizou de Sapphire o seu último superiate de 241 pés (74 metros) e US$ 110 milhões. Mas engana-se quem o considere um “elefante branco”, pelo preço. Segundo Katharina Schreiber, gerente de marketing do Nobiskrug, ele
já foi revendido para um megainvestidor por um valor “não revelado”. Ou seja, quem comprou passou para frente por muito mais… Inacreditável!

 

Mas o que o Sapphire tem que o torna tão “desejado”? São seis cabines-suítes de cinema, para acomodar 12 pessoas, com todo o luxo e conforto imagináveis para seus ocupantes, inclusive os oito tripulantes. Na parte da frente, há uma enorme jacuzzi com um bar. Na ponta oposta, há um amplo deck com uma área para banhos de sol estrategicamente posicionada com bares ao redor – indicando que o Sapphire foi projetado tanto para festas íntimas como para grandes comemorações.