Italiano Esportivo

As principais fabricantes italianas de automóvel de luxo não deixaram passar o ano em branco e brindaram os aficionados por belas machinas com três grandes e importantes lançamentos: Maserati Levante, Ferrari GTC4Lusso e Lamborghini LP 610-4 Spyder Huracán.

Por: Pedro Damian

GTC4Lusso, da Ferrari

Nova shooting brake sucede a bela FF

Em 2011 a Ferrari assombrou o mundo ao lançar o exuberante modelo FF, superesportivo fora dos padrões normais da marca do cavalo empinado: quatro lugares, carroceria do tipo shooting brake (Gran Turismo) e tração integral, características pouco usuais no portfólio da fabricante. Cinco anos depois, passado o susto inicial e o sucesso seguinte ao lançamento, chega a vez da FF passar o bastão para sua sucessora, a GTC4Lusso, lançada no último Salão de Genebra.

O nome dessa Gran Turismo remete aos antigos modelos 330 GT e 330 GTC. O número 4 indica o número de lugares do carro, enquanto Lusso é luxo em italiano. O carro foi projetado para clientes que querem experimentar o prazer de dirigir uma Ferrari em qualquer lugar, a qualquer hora, seja em rotações curtas ou longas viagens, em pistas com neve, estradas de montanha ou ruas da cidade, sozinhos ou na companhia de três passageiros. A GTC4 Lusso é uma Ferrari extremamente versátil em cada tipo de piso graças ao sistema de tração integral 4RM Evo Ferrari, que permite enorme estabilidade e sensação de controle excepcional. O modelo também estreia a nova plataforma de informação e lazer, com uma tela de 10,25” HD. Em relação ao motor, é um V12 poderoso, que descarrega 690 cv de potência a 8.000 rpm, capaz de manter o nível de aceleração comum a modelos Ferrari: 0 a 100 km/h em apenas 3,4 s. Não há previsão da chegada do modelo ao Brasil ainda em 2016.

esportivos1LP 610-4 Spyder Huracán, da Lamborghini

Emoção e conforto sem limites

O Lamborghini Huracán é um dos mais estilosos e potentes superesportivos já saídos da fábrica italiana. Este ano, ele ganha uma versão ainda mais emocionante: a Spyder, que traz como principal diferencial, em relação ao modelo fechado, um teto que pode ser aberto em apenas 17 segundos, com o carro parado. Ele sucede o Gallardo Spyder, o carro conversível mais vendido da marca.

O Spyder Huracán demonstra a mais recente evolução do Lamborghini na linguagem de design. Tem excelente impacto visual, mantendo o princípio da marca de que a forma deve seguir a função. O teto está disponível em três cores: preta, marrom e vermelha. Mesmo com a capota para cima, as linhas do Spyder diferem significativamente da versão fechada.

Em relação à parte mecânica, não há diferenças em relação ao coupé. O motor é um V10 5.2 de 610 cv e 56 kgfm de torque a 6.500 rpm. A transmissão de sete velocidades é automatizada e com dupla embreagem. O conjunto mecânico faz o bólido acelerar de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos, e atingir velocidade máxima de 324 km/h. Não há preço disponível nem previsão para a chegada do modelo ao Brasil em 2016, segundo a importadora Via Italia.

esportivos2Levante, da Maserati

Primeiro SUV chega ao Brasil

Levante, o grande lançamento da Maserati para 2016, apresentado no último Salão de Genebra, em março, é o primeiro veículo da marca do tridente no segmento de utilitários esportivos. Ele se propõe a ser um dos mais luxuosos e potentes SUVs e chega para completar a marca no mercado de carros de luxo, que conta ainda com os sedãs Quattroporte e Ghibli e os superesportivos Granturismo e Grancabrio.

No interior do Levante, o requinte salta ao olhar e ao tato, do couro à opção em seda Ermenegildo Zegna – feita na fábrica de Trivero. O interior espaçoso, marcado pelo teto solar panorâmico, harmoniza com a silhueta de um coupé, para quem o vê de fora.

O Levante é baseado na arquitetura dos sedãs Quattroporte e Ghibli, com muitos refinamentos para superar as expectativas dos tradicionais consumidores. Desempenho e dirigibilidade excepcionais, tanto no uso urbano quanto off-road, sofisticada suspensão a ar, controlada eletronicamente e ajustável em cinco níveis. Há três opções de motorização, mas, para o Brasil, a V6 turbo diesel não está cogitada. Aqui chegarão a V6 biturbo a gasolina com 350 ou 430 cv; e o V6 turbo a diesel. Em todas as versões, o Levante será equipado com o sistema de tração integral Q4, câmbio automático de oito velocidades e sistema Start&Stop.

O Levante S (430 cv) acelera de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos, e atinge uma velocidade máxima de 264 km/h. O modelo deverá chegar ao Brasil no segundo semestre, sem preço definido ainda, pela importadora oficial Via Italia.