Jatos de Quatro Rodas

Os grandes sedãs de luxo são o meio de transporte preferido dos CEOs de grandes empresas, quando estes não são obrigados, devido ao tempo, a usar helicópteros ou jatos executivos. Hoje, esses carrões têm as mesmas características de luxo e conforto que os meios aéreos, com a vantagem da facilidade de acesso e estacionamento.

Por: Pedro Damian

Luxo e conforto


Phantom II, da Rolls-Royce

jato_1Modelo preferido dos executivos de mais alto nível, o Rolls-Royce Phantom II é daqueles modelos difíceis de classificar sem cair na redundância de termos como “superlativo”, “excepcional”, “extraclasse”, entre outros. O conforto acima de todos os padrões conhecidos e o conjunto mecânico impecável, com um motor V12 de 6,7 l, são seus maiores atrativos, sem contar que o sedã pode ser totalmente personalizado, a ponto de a fábrica afirmar que não existe um Rolls-Royce igual ao outro. Para se ter uma ideia, são 40 mil opções de combinações de cores, tecidos, revestimentos e opcionais. É possível também executar extravagâncias, como instalar um frigobar em seu interior ou revestir o teto do carro com um material que lembra um céu estrelado. No caso, o céu é o limite. No interior, a sofisticação diz presente em cada aspecto, do couro que reveste os bancos aos acabamentos em madeira, provenientes de uma só árvore para cada carro. É um veículo para se aproveitar em todos os detalhes. Não é à toa que os brasileiros preferem fazer isso ao volante. No Brasil, custa R$ 4,1 milhões.


jato_4Brinde ao sucesso

Classe S, da Mercedes-Benz

O Classe S da Mercedes-Benz é o mais perto que os alemães chegam dos supersedãs britânicos da Bentley e da Rolls-Royce. Em comum com um Rolls, aliás, traz como opcional um frigobar, no qual podem ser acondicionadas uma garrafa de champagne e as respectivas taças. A intenção da marca da estrela é justamente esse: fazer com que o executivo, no interior do sedã, não se desgrude de sua sofisticada e exigente realidade,jato_2 com climatização dos bancos dianteiros e traseiros, teto solar panorâmico, Pack Air-Balance, um aromatizador individual com quatro aromas ambientais de altíssima qualidade, mesa rebatível na parte traseira (sobre a qual pode-se colocar o material de trabalho), tomada para ligar equipamentos eletrônicos, entre outros mimos. O top de linha dos sedãs do Classe S é o S65 L AMG, que custa pouco mais de um milhão de reais (precisamente, R$ 1.008.900).


jato_5Espaço de sobra

A8L, da Audi

A marca alemã estendeu a versão original de seu top de linha em 13 centímetros (em comprimento e também no entre-eixos) justamente para ampliar o espaço interno do sedã, uma das exigências da clientela desse tipo de veículo – os altos executivos. Na parte de trás, é possível a acomodação de duas pessoas confortavelmente, com uma mesa ao centro, se for necessário o uso de um notebook ou mesmo para anotações em formas mais convencionais. Também estão instalados porta-copos com tensores e suportes retráteis, para se pendurar alguma vestimenta. Os bancos da frente podem ser afastados até o limite do para-brisas e os traseiros são totalmente reclináveis, se transformando em camas
com o acionamento de um botão. Caso o proprietário queira ir ao volante, vai encontrar um carro de pegada esportiva, já que é equipado com um poderoso V8 de 455 cv. O modelo é um dos mais acessíveis entre os preferidos da classe executiva, custando na faixa dos US$ 90 mil.


Tecnologia pura

jato_7750, da BMW

O mais recente sedã executivo a ser introduzido no mercado brasileiro é o BMW 750, com desembarque previsto para o final deste primeiro semestre.

Lançada na Europa no ano passado, a sexta geração do luxuoso modelo chega com 25 novidades. Todas na área da tecnologia, incluindo o acesso a comandos por touchscreen. Como os sedãs de sua categoria, traz um amplo espaço interno, principalmente na parte traseira, com bancos revestidos de couro refinado, ajustes elétricos e oito tipos de opção de massagem. Sem preço definido, deve ficar um pouco acima dos R$ 561 mil da geração anterior.


Em perfeita conexão

jato_10Muslanne, da Bentley

O imponente sedã top da Bentley acabou de receber atualizações no último Salão de Genebra. As mudanças vão agradar àqueles que exigiam um visual mais moderno: toda a parte frontal foi atualizada, com novos faróis, grade, capô e para-choque. As lanternas traseiras também ganharam toques mais atuais. Para o exigente executivo brasileiro, que gosta de automóveis luxuosos com excelente dirigibilidade, o Muslanne é um dos que mais chega perto da perfeição, sendo impulsionado por um poderoso motor 6,2 l V8 a gasolina – se o proprietário tiver um viés esportivo, pode escolher a versão biturbo do mesmo propulsor (com 537 cv de potência, contra os 512 cv da versão normal). O interior imita jatos executivos, a partir do acabamento dos bancos e do excelente espaço interno, o que permite a adequação da parte traseira a fim de servir como escritório sobre rodas. Também ajuda essa concepção a instalação de tablets com sistema Android na parte de trás dos bancos dianteiros. O sistema de entretenimento inclui um gigantesco HD de 60 Gb de memória. Seu preço parte de 271 mil euros (em reais, facilmente multiplicado por 6, com todas as taxas impostas pelo governo).