O conceito é a eficiência

As montadoras revelaram no último Salão do Automóvel de São Paulo suas mais recentes gerações de concept-cars, que mostram a preocupação em desenvolver veículos cada vez menos poluentes sem abrir mão de desempenho e conforto. Muitas das tecnologias apresentadas poderão um dia ser usadas em automóveis de série das fábricas, enquanto outras vieram já com a proposta de serem incorporadas em breve. GoWhere deu um pulo ao futuro dos carros no planeta Terra e traz de lá os automóveis que guiaremos daqui a poucos anos

Por Pedro Damian

Citroën Survolt

Desempenho elétrico

O Survolt parece, à primeira vista, mais um concept-car superesportivo, para mostrar que a Citroën também se preocupa em produzir automóveis de alto desempenho, feitos para as pistas. Mas não é só. O concept francês traz, é verdade, um design arrojado, com pintura bicolor, de nuances azuis e cinza antracite, tons que fogem do universo esportivo clássico. A presença de materiais requintados em sua fabricação, como o cromo e o alumínio, lembra não só o universo da competição como o dos carros de alto luxo.

Seu destaque, entretanto, é a propulsão – o que seria uma obviedade em se tratando de um carro de viés esportivo, não fosse o fato de ser totalmente elétrica. Seus dois motores geram uma potência combinada de 300 cv, permitindo acelerações de 0 a 100 km/h em 5 segundos e uma velocidade máxima de 260 km/h, performance espantosa para um veículo que não usa combustível convencional. Suas duas baterias de Lítion-íon, de 140 kg cada uma, asseguram uma autonomia de aproximadamente 200 km. É possível recarregá-las em apenas duas horas, com alimentação específica, ou em 10 horas, utilizando-se uma rede clássica de 220V. Essa inovação permite conjugar esportividade e performances com respeito ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável.

O espaço interno do Survolt foi concebido para oferecer bem-estar e requinte a dois passageiros, garantindo um prazer único. A utilização de grandes superfícies de vidro traz luminosidade e sensação de espaço – o contrário do que geralmente é proposto por um esportivo hoje em dia.

Ficha Técnica

Motor: 2, elétricos e traseiros

Potência: 300 cv

Aceleração de 0 a 100 km/h: 5s

Velocidade Máxima: 260 km/h

Honda Acura NSX

O futuro da esportividade

A Acura, marca de luxo da Honda, tem em seu portfólio um dos mais cobiçados superesportivos orientais, o NSX. No Salão do Automóvel de São Paulo, o modelo esteve presente por meio de uma versão conceitual que deixou muitos visitantes de queixo caído, com design agressivo e motor V6 de injeção direta, com transmissão de dupla embreagem e a inovadora tecnologia de propulsão Sport Hybrid SH-AWD – Super Handling All Wheel Drive.

Utilizando duas unidades propulsoras elétricas com sistema de controle de torque bilateral, este novo sistema de tração integral híbrido poderá gerar instantaneamente torque positivo ou negativo às rodas dianteiras nas curvas, o que proporciona uma capacidade de controle sem precedentes nos anteriores sistemas de tração integral.

Com carroceria feita toda em alumínio, o NSX é considerado um projeto que pode transformar a teoria numa realidade fenomenal. Para isso, seu objetivo é criar a sinergia perfeita entre homens e máquinas, eliminando a lacuna entre o desejo e o prazer de dirigir.

Ficha Técnica

Motor: V6

Potência: 406 cv

Aceleração de 0 a 100 km/h: 5 s

Velocidade Máxima: 320 km/h

Toyota iiMo

O carro-tablet

A carroceria interativa do Toyota iiMo fez o concept car ficar conhecido como carro-tablet. Ela funciona como um gigantesco display, onde se pode projetar conteúdo e imagens de um tablet ou smartphone, por meio de conexão sem fio. O exuberante concept não tem pintura externa definida, mas oferece a possibilidade de se alterar o conteúdo exibido no interior e exterior de seu “corpo” com a mesma facilidade com que se faz um download de aplicativo. Toda sua parte externa pode ser usada como um espaço de exposição de fotos, vídeos, textos ou o que mais o consumidor preferir. Além disso, a tecnologia permite que todo o veículo possa funcionar como um terminal para exibição de mensagens ou outras informações.

O conceito permite, ainda, que o motorista encontre e se conecte de forma segura com amigos que estão dirigindo nas proximidades. Além disso, sua tecnologia permite identificar situações potencialmente perigosas como colisão e evitá-las, através de avisos sonoros e visuais.

Os conteúdos de navegação, que possuem interface vocal de modo a manter a atenção do motorista sempre voltada para a via, chamam a atenção pela facilidade que proporcionam aos ocupantes. Serviços como “navegação concierge”, por exemplo, permitem que o motorista faça reservas em restaurantes, a partir do próprio carro, sem tirar as mãos do volante.

Ficha Técnica

Motor: ND

Potência: ND

Aceleração: ND

Velocidade Máxima: ND

Mercedes Concept Style Coupé

Materialização da ousadia

 

O maior destaque entre os muitos veículos luxuosos apresentados pela Mercedes no último Salão do Automóvel foi o Concept Style Coupé, que mostra a visão da marca para um cupê executivo na época atual: estilo rebelde, provocador, mas ao mesmo tempo robusto.

Entre as características mais marcantes de seu design está a forma como o capô se posiciona, com saliências no conjunto dianteiro, e, assim como a grade, com acabamento inspirado nos diamantes – um tema repetido em outros pontos do carro. Para reforçar a escultura das linhas, o conceito foi pintado em Alubeam, uma cor com efeitos luminosos especiais, que reforça a qualidade escultural de suas linhas.

O teto panorâmico cria um interior luminoso e arejado. Materiais finos se combinam a um acabamento manual de alto nível para estabelecer um novo parâmetro em qualidade. O couro é usado em profusão: o painel de instrumentos é forrado em nobuk branco, criando um interessante contraste com o Alcantara antracita usado em sua parte superior. Camurça é usada no volante esportivo para prover uma aderência melhor. Todos os detalhes cromados e painéis de controle apresentam pela primeira vez acabamento preto anodizado, como acontece nos cronógrafos Sports Edition top de linha com edição limitada. Assim como em vários concepts atuais, um dos focos principais é a tecnologia. Neste modelo a Mercedes introduziu o sistema COMAND Online, com vários aplicativos desenvolvidos especificamente pela Mercedes-Benz para serem usados e controlados com o carro em movimento, assim como capacidade para navegar na internet quando ele estiver parado.

Em relação à motorização, o propulsor que equipa o concept é um dois litros da nova geração de motores a gasolina com 211 cv, combinado com o eficiente sistema 4MATIC de tração integral e a transmissão automática de dupla embreagem 7G-DCT, e com sistema de ignição por faíscas múltiplas, que otimiza a queima do combustível para maior desempenho, com economia e emissões reduzidas.

Ficha Técnica

Motor: 2.0 l

Potência: 211 cv

Aceleração: ND

Velocidade Máxima: ND

Renault Captur

Crossover futurista

A visão que a Renault tem do futuro dos utilitários esportivos é encontrado no concept-car Captur, que traz elementos de design muito ousados, associados à alta tecnologia. O seu lado esportivo é visualizado pelas portas tipo “asa” e pneus 250/40 superdimensionados de 22 polegadas, montados sobre rodas pretas e brancas. O teto rígido pode ser retirado, e o que era um SUV se transforma num conversível.

No habitáculo predomina a cor laranja, com notas fluorescentes realçadas pela contínua difusão de luz. A sensação de leveza, sugerida pelo design exterior, predomina também no interior, com os bancos dianteiros ligados ao console central, como se estivessem suspensos no ar. No interior são utilizados materiais inovadores que permitem jogar com a luz e com os efeitos de ótica. O console central, os painéis das portas e o painel de bordo são produzidos num material translúcido, como se fosse uma segunda pele. O volante de couro cinza, os bancos tipo bacquet em carbono e os pedais em alumínio reforçam o aspeto esportivo do automóvel.

O Renault Captur está equipado com o concept-motor Energy dCi 160, twin-turbo, desenvolvido com base no novo Energy dCi 130. Graças à dupla sobrealimentação, o motor desenvolve 160 cavalos de potência (118 kW) para uma cilindrada de 1.6 litros. Associado a uma caixa de velocidades de dupla embreagem EDC, este grupo moto-propulsor garante o prazer da condução com emissões de CO2 limitadas a 99g/km.

Ficha Técnica

Motor: Energy dCi 160 twin-turbo

Potência: 160 cv

Aceleração de 0 a 100 km/h: 8s

Velocidade Máxima: 210 km/h

Leia essa e outras matérias na Go’Where n° 96