Os carros de Lewis Hamilton

Lewis Hamilton é declaradamente um apaixonado por adrenalina sobre rodas. O piloto de Fórmula 1 possui uma coleção de carros e motos de fazer inveja à qualquer um. Entre seus queridinhos, estão modelos da Mercedes, equipe que representa atualmente, McLaren, Harley-Davidson e Ferrari.

Por: Beatriz Lucca

O inglês Lewis Hamilton é mundialmente reconhecido pelo seu talento na Fórmula 1. Mas sua paixão por carros, motores e velocidade não se resume apenas ao seu dia a dia nos autódromos. O piloto é um exímio colecionador de carros e motos. Entre os carros que Hamilton tem em sua garagem, talvez o mais conhecido seja o Pagani Zonda760 LH. Em 2015, ao sair de uma festa, o piloto bateu em um carro estacionado e chamou de imediato a polícia. O modelo da cor roxa tem câmbio manual e é equipado com motor V12 de 760 cv, o que possibilita chegar a 310 km/h.

Dos modelos limitados, o La Ferrari do piloto é uma das 499 unidades no mundo. Com capacidade de atingir mais de 349 km/h, o carro pode chegar aos 100 km/h em menos de 3 segundos e até os 200 km/h em menos de 7 segundos. Totalmente vermelho, incluindo a carroceria e o difusor de fibra de carbono vermelho traseiro, o La Ferrari é o primeiro carro da montadora italiana equipado com a tecnologia híbrida Hy-Kers, que permite que o superesportivo totalize 963 cv. A potência é adquirida pela combinação da ação do motor a gasolina V12 de 800 cv e dos motores elétricos, que acrescentam mais de 163 cv. O McLaren P1 é outro modelo feito em edição limita-da.

O modelo de Hamilton é azul metálico, bem ousado. Ele também inclui uma infinidade de elementos de fibra de carbono expostos, espelhos de asa preto brilhante, rodas incorporando listras de pino exterior azul, e acentos de fibra de carbono nua também serão encontrados em toda a cabine.Da divisão AMG, da Mercedes, o piloto exibe um Coupé Black Series SLS que acelera de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, sendo que a velocidade máxima é de 315 km/h. O motor V8 AMG do SLS AMG Coupé Black Series também conta com um sistema especial de fixação, em que coxins pressurizados a gás unem o motor à carroceria, eliminando eficientemente reações indesejadas à aceleração nas situações dinâmicas extremas das pistas de corrida. A qualidade da manufatura manual é confirmada pela etiqueta preta AMG colocada no motor, trazendo a assinatura do engenheiro que realiza a montagem – uma marca registrada dos modelos Black Series. Hamilton também tem um Mercedes-Benz SL 65 AMG Black Series. Esse coupé de alto desempenho tem biturbo motor V12, com uma potência máxima de 493 kW / 670 cv e 1000 Newtonmetres de torque. 

A seção transversal em espiral dos turbocompressores, agora doze por cento maior, e os dutos optimizados de descarga de resíduos permitem um aumento da vazão de ar e uma exibição ainda mais impressionante de potência em todas as faixas de velocidade do motor, já a canalização de ar, de entrada modificada, resulta em uma resposta ainda mais espontânea. O novo design para os silenciadores traseiros do sistema de escape de esportes da AMG reduz a contrapressão do gás de escape, ajuda a aumentar a saída de energia e produz um som característico de doze cilindros, tipicamente evocativo do ajuste do motor AMG.

Lado motociclista

E se você acha que a paixão é apenas por quatro rodas, está enganado. O inglês adora motos. Ele sempre é visto pilotando sua Harley-Davidson Breakout, que tem pneu traseiro de 240 mm, visualmente balanceado com os garfos robustos e o para-lama encurtado, guidão estilo drag bar com velocímetro de peça única montado sobre ele, enquanto que os detalhes do motor e outras partes em preto tornam o modelo uma Drag Custom de respeito. O piloto também possui uma MV Augusta Dragster RR LH44, que participou diretamente na criação, com 140 cavalos de potência.