Segura essa!

A MV Agusta acaba de chegar oficialmente ao Brasil, com montagem em Manaus e concessionárias no país, e trouxe sua veloz e superesportiva F4 para o delírio dos fãs da motovelocidade
Por Leonardo Millen

O amante da velocidade em duas rodas não pode reclamar. Está sendo montada em Manaus exclusivamente para o mercado brasileiro uma das joias entre as superesportivas de 1000 cc: a MV Agusta F4. O Brasil é o primeiro país fora da Itália a receber uma linha de montagem da marca fruto de uma parceria com a Dafra. Segundo o diretor de vendas e marketing da MV Agusta, Umberto Uccelli, o objetivo é comercializar 1.200 motos por ano e transformar o Brasil no terceiro maior consumidor da marca, atrás apenas dos mercados italiano e francês. Ele pode estar falando muito sério. Esta superbike italiana realmente surpreende pelo seu estilo de linhas arrojadas, agressivas, criado pelo designer Massimo Tamburini. São detalhes diferenciados, como a cor vermelha e o quadro de treliça feito de aço, pedaleiras recuadas, faróis em forma de losango com lâmpadas de xenônio, luzes traseiras em duas barras e escapamento de quatro ponteiras colocados sob a rabeta, uma inovação de Tamburini. O motor é um tetracilíndrico, 16 válvulas, de 998 cc com comando duplo e refrigeração a líquido. Ele é capaz de gerar até 187,3 cv a 12.900 rpm, su ciente para a moto atingir a velocidade máxima de 320 Km/h. Para segurar a superbike, freios Brembo, um amortecedor único, com recuperação de compressão e mola com pré-carga ajustável, além de alguns itens eletrônicos, como controle de tração ajustável em oito níveis e dois modos de pilotagem também ajustáveis para pista (modo Sport) e para superfícies molhadas (modo Rain), que prioriza a segurança do piloto. Aliás, o design do tanque de gasolina mais pontiagudo facilita a posição do piloto e dá mais estabilidade na hora de deitar seus 192 kg em uma curva.

Veja a matéria completa na revista Go’Where nº91.