Simplesmente divino!

Com preço sugerido de US$ 5,8 milhões e limitado a 40 unidades, o novíssimo Bugatti Divo é a nova sensação do mundo das quatro rodas. E os motivos de tanto burburinho vão muito além do seu valor exorbitante.

Por: Lela Malzone

Quanto você pagaria por um supercarro? Se você não sabe o quanto dizer, muita gente tem um valor na ponta da língua: R$ 24 milhões, valor aproximado que é o equivalente aos US$ 5,8 milhões sugeridos pela Bugatti pelo modelo Bugatti Divo. Limitada a apenas 40 unidades, toda a produção desse modelo já foi vendida. O carrão recebeu esse nome para homenagear o piloto de corrida francês Albert Divo, que venceu – duas vezes! – a famosa corrida Targa Florio, na Sicília, dirigindo um Bugatti, no final dos anos 1920.

Apresentado durante o festival californiano de Pebble Beach, que reúne carrões clássicos raros e esportivos de luxo, o bólido da montadora francesa foi a grande sensação do evento. O modelo foi criado a partir do Chiron e traz melhoras no peso, aerodinâmica, suspensão e chassi – o Divo tem 35 kg a menos que seu “irmão mais velho” e gera uma pressão aerodinâmica de 90 kg a mais. Isso faz toda a diferença no desempenho desse supercarro, que, apesar de poder ser utilizado em vias públicas, foi desenvolvido para as pistas.

Com capacidade de atingir 380 km/h, que é limitada eletronicamente, por sinal, o Bugatti Divo tem motor 8.0 W16 a gasolina – o mesmo do Chiron -, com quatro turbocompressores, o que torna capaz de gerar 1.500 cv de potência máxima e torque de 163,1 kgfm a 2.000 giros. E apesar de a montadora francesa não ter revelado quanto tempo o modelo leva para atingir 100 km/h, eles revelaram que o Divo consegue completar o circuito de Nardò, na Itália, oito segundos à frente do Chiron. Só por curiosidade, o Chiron leva 2,5 segundos para sair de zero a 100 km/h. Ou seja, velocidade não será um problema para esse novo supercarro!