Os pets conquistam as celebridades paulistanas

Sabe aquele ditado segundo o qual o cão é o melhor amigo do homem? Para as três estrelas da nossa capa, essa máxima realmente se aplica. Fomos descobrir o que eles gostam de fazer junto com seus pets de estimação.

Por: Malu Bonetto

Henrique Fogaça e Granola

Parceria hardcore

Chef dos restaurantes Sal Gastronomia, Admiral´s Place, Cão Véio e Jamile, além de vocalista da banda hardcore Oitão, Henrique Fogaça ainda encontra tempo para apre-sentar o reality show MasterChef, da Band, onde é considerado o jurado mais rigoroso.

Apesar das tatuagens que o deixam com um visual de bad guy, Fogaça é a simpatia em pessoa e tem um lado doce, que pouca gente imagina. E basta falar sobre Granola, uma labradora que está com ele desde filhote, para esse lado cachorreiro vir logo à tona. “Sempre fui apaixonado por cachorro. Quando pequeno, tive um boxer chamado Zorro, depois um dobermann, um fox paulistinha, um dachshund e, há um ano e meio, estou com a Granola”, conta o chef, que optou por uma labradora por seu temperamento brincalhão, dócil e amável, principalmente com as crianças – ele é pai de um menino e duas meninas. “A Granola é muito parceira, é brusca e destrambelhada de uma maneira confortável, e, assim como eu, é amiga de todos. Todo dia aprendo algo com ela, é só ela fazer aquela carinha dela que me derreto todo.” Por conta da sua agenda atribulada, Fogaça optou por matricular a Granola no The Point Pet, um hotel administrado por Felipe Falasca, que conta com day care, adestramento e clínica veterinária. “Acho muito importante cachorro conviver com cachorro, lá a Granola tem os amiguinhos e o namorado. Mas quando estamos em casa, é a minha vez de dar toda a atenção para ela, ficamos no sofá e até dormimos juntos”, revela Henrique, que não descarta a possibilidade de ter mais um cachorro.


Ricardo Almeida, Spock e Sacha

Cheios de estilo

Um dos nomes mais importantes no cenário fashion brasileiro, o estilista Ricardo Almeida sempre gostou muito de bichos, em especial cachorros, por serem mais parceiros. Atualmente, ele tem quatro em casa: dois yorkshire e dois dobermann. “Quando morávamos em apartamento, meus filhos queriam ter cachorro e, em função do espaço, optamos pelos yorkshire. Depois que nos mudamos para esta casa, com mais espaço, pudemos ter raças maiores e optamos pelos dobermann porque são mais limpos, têm pelo curto, são bons guardiões, adoram os donos, são supercompanheiros e inteligentes”, diz, referindo-se ao Spoke – que tem dois anos e meio – e à Sacha– que tem dois anos e meio – e à Sacha– que trouxe há um ano da Argentina para fazer companhia ao macho. “Em casa, temos outros animais, que também gosto muito, mas os cães me chamam a atenção porque, mesmo nos dias em que não estamos bem, lá estão eles nos esperando felizes, com o rabinho abanando.”


Amaury Jr e Sofia

Pura classe

Conhecido por seus programas noturnos de entrevistas com celebridades e cobertura de festas e eventos, o jornalista e apresentador de televisão Amaury Jr sempre foi apaixonado por cachorros, principalmente pelos da raça golden retriever, que são dóceis e inteligentes. “O Otto, por exemplo, era muito musical. Ele me ajudou a selecionar as músicas do CD de trilhas sonoras do programa – quando abanava o rabo em determinada música, eu já sabia que tinha que incluir na seleção”, diz, referindo-se a seu fiel companheiro, que faleceu em 2016. Hoje, o único cachorro da casa é a Sofi a, que está com Amaury desde que nasceu, há sete anos. O apresentador adora passear com ela aos fins de semana na companhia de seus netos, Maria e Antônio. “Os cães são muito leais, carinhosos e têm amor espontâneo.” Sobre a possibilidade de ter outros cães, ele está pensando em um menor, talvez um spitz alemão, mais conhecido como lulu da Pomerânia.