A parceria de sucesso das irmãs Duda e Sofia Derani

Muito mais do que irmãs, Duda e Sofia Derani são parceiras de vida. Há dois anos, elas resolveram ir além e reforçar ainda mais essa ligação: fundaram juntas a empresa de cosméticos capilares Reload Positive Beauty.

Por: Cibele Carbone

Uma é yin. A outra é yang. Uma é calma. A outra é agitada. Uma é a favor do e-mail. A outro, do whatsapp. Estamos falando das irmãs Eduarda – conhecida como Duda, 30 – e Sofi a Derani, 24. Elas teriam tudo para não se darem bem, já que donas de personalidades bem diferentes. Mas ocorre justamente o oposto. Duda e Sofia são melhores amigas e têm uma sintonia afiada, a ponto de uma saber o que a outra vai falar.

Se a parceria na vida pessoal é excelente, não haveria por que ser diferente na vida profissional. Há dois anos, Duda e Sofia abriram, juntamente com o sócio Filipe Sabará – amigo das duas –, a Reload Positive Beauty, empresa especializada em cosméticos capilares. “Apesar de ser formada em Design e Marketing, eu trabalhava com meu pai no mercado financeiro e também numa ONG. E a Sofia, que é formada em Publicidade, trabalhava em uma agência. Mas a gente sempre teve a vontade de trabalhar juntas”, conta Duda. “E o mais legal é que a gente se complementa no trabalho por causa das nossas personalidades diferentes. Juntas, parece que somos uma só”, complementa Sofia.

Em uma entrevista descontraída na casa de Duda, as duas falaram sobre essa parceria dentro e fora da família.

GW: Vocês sempre foram muito amigas?
Duda – Sempre fomos muito amigas. São cinco anos de diferença entre nós, e talvez isso seja bom. Ela era a minha bonequinha. Até hoje fazemos tudo junto, mesmo cada uma morando na sua casa. E agora ainda mais, já que trabalhamos juntas na Reload e nos vemos todos os dias.
Sofia – A gente era unha e carne, sempre muito unidas. Não sei que é a minha vida sem a Duda…

GW: Por ser mais velha, Duda, você se preocupava em ser um exemplo para a Sofia?
Duda – Claro, tento ser um exemplo para ela. Mas a Sofia também é um grande exemplo para mim! Não temos essa coisa de irmã mais velha e mais nova, uma cuida da outra da mesma forma, de igual para igual.

GW: E vocês têm temperamentos que se complementam…
Duda – Pois é, somos o oposto. Ela é mais nervosinha, eu sou mais calma. Ela é mais extrovertida, eu sou mais low profile…

GW: Trocam muitos segredinhos de beleza?
Sofia – Nossa, muitos! A Duda descobre um produtinho e já me conta logo. E eu conto para nossas amigas… Segredo de beleza é algo que a gente tem de compartilhar mesmo com todo mundo.

GW: Quais os cuidados que vocês têm com o visual?
Duda – Maquiagem zero, a gente sempre está assim a maior parte do tempo possível, com a pele ao natural.
Sofia – A gente se alimenta de forma muito saudável, isso é essencial para uma pele e cabelo bonitos. E acho que o cabelo e unha sempre têm de estar bem feitos.

GW: Já que o papo é beleza, de onde surgiu a ideia de fundar a Reload Positive Beauty?
Duda – Eu lia a composição de todos os cosméticos, desde pequena, e queria entender o porquê da diferença de eficácia de cada um deles. Comecei a estudar mais a fundo o assunto e meu sonho era encontrar um produto que deixasse o cabelo lindo e que fosse orgânico e vegano. Só que não havia isso no mercado, os produtos naturais não davam o resultado que eu buscava e os profissionais, tinham mais química do que o cabelo realmente precisava… Aí nos juntamos com o Filipe Sabará e, como a família dele tem uma indústria de matérias-prima naturais, decidimos criar a empresa.
Sofia – A gente queria criar um cosmético que fosse o mais natural e bonito, queríamos gerar um impacto positivo para o mundo, tornar tudo mais leve.

GW: Antes de abrir a Reload, vocês pararam para pensar se essa parceria profissional não iria atrapalhar a relação de vocês?
Duda – Na verdade, quando eu conversei com o Filipe sobre a possibilidade de abrir a Reload, disse que só faria isso se a Sofia fosse trabalhar com a gente. Sempre quisemos trabalhar juntas por nos darmos muito bem. E a gente sabe separar as coisas: dentro do escritório, é trabalho! Falamos o mínimo possível sobre assuntos pessoais.
Sofia – O trabalho só uniu mais ainda a gente, mostrou que estamos aqui para o que der e vier, que uma pode contar com a outra em qualquer momento e situação.

GW: Quanto tempo levou para tirar esse projeto do papel?
Duda – Ficamos um ano para desenvolver as fórmulas e há um ano lançamos nossa primeira linha, que está sendo um sucesso. Agora a ideia é expandir com mais três, quatro linhas… E ano que vem, vamos revolucionar o mercado com muita coisa boa!

GW: Vocês têm um cabelo maravilhoso. Coincidiu de a Reload ser uma empresa de cosméticos capilares ou sempre quiserem criar algo nessa área mesmo?
Duda – Sempre gostei de cuidar do cabelo, que é o contorno do nosso rosto. A gente precisa de alguma coisa que trate o cabelo, para ele ter uma qualidade boa. E se antes eu era exigente, agora fiquei mais ainda – o que é bom, porque as fórmulas dos produtos da Reload estão ficando cada vez melhores.

GW: E como foi o processo de aceitação da marca?
Duda – A gente ia nos salões de beleza conversar com os profissionais e simplesmente pedíamos: nos dê apenas uma lavagem para comprovar a performance dos produtos. Essa parte era difícil: fazer as pessoas provarem a primeira vez. Mas todo mundo que provou, amou e voltou! Hoje, vendemos Reload no Brasil inteiro.
Sofia – A gente foi de coração aberto conversar com os cabeleireiros sobre os produtos da Reload e pedia para eles dizerem a verdade mesmo. Esses testes foram essenciais porque tivemos pessoas de peso falando sobre o nosso produto.

GW: O que aprenderam uma com a outra nesse dia a dia profissional?
Sofia – A ler e-mail (risos). Preciso confessar que aprendi a checar a caixa de e-mail com mais frequência graças à Duda. Eu era daquelas que respondia os e-mails com dias de atraso. Ah, se é urgente, a pessoa vai mandar um whatsapp
Duda – E eu falava para ela parar de mandar whatsapp…

GW: E o que mais mudou?
Sofia – A Duda é muito tensa, fica pensando se a reunião foi boa, se os planos vão dar certo… Já eu sou mais otimista, acho que tudo já deu certo, que tudo é maravilhoso, Acho que ela agora ela está mais leve. E eu também estou mais pé no chão, graças à minha irmã. Assim a gente vai se completando e atingindo o equilíbrio perfeito.