Fernanda Motta: Uma verdadeira top

A modelo Fernanda Motta é um dos raros exemplos de quem atingiu o topo na profissão e permanece como referência de beleza clássica, brasileira, competente, versátil e vendedora. Uma verdadeira top of the tops

Por Leonardo Millen

Nascida em maio de 1981 em Campos de Goytacazes filha de funcionários públicos, Fernanda Motta tinha tudo para ser uma típica moça do interior do estado do Rio. Mas o destino quis que, aos 16 anos, ela fosse passar férias em Guarapari, no Espírito Santo, sendo notada por um descobridor de talentos da agência Ford Models. Graças a seu corpo esguio, olhos azuis penetrantes, forte presença e a ousadia de vir para São Paulo para fazer fotos, em pouco tempo Fernanda virou top model internacional, chegando onde poucas brasileiras chegaram. Fez desfiles para todos os grandes estilistas, posou para inúmeras campanhas, virou rosto mundial de grifes como Cartier e Moët Chandon, enlouqueceu os americanos com capas de biquíni para a revista Sports Illustrated e com as lingeries da Victoria’s Secret e aqui chegou a apresentar o Brazil’s Next Top Model, a versão do reality America’s Next Top Model em 2007. Fernanda é considerada pelo site norte-americano models.com referência mundial da profissão, como uma das 25 modelos mais sexy do planeta. Viveu em Paris, Milão, Madri, Berlim e Santiago e desde 2003 mora em Nova York com o marido, o empresário Roger Rodrigues. Mas vem sempre que pode, tanto para visitar a família e amigos como para trabalhar, como no último São Paulo Fashion Week, quando arrasou desfilando para a Iódice. Aliás, Valdemar Iódice se inspirou no trabalho do designer italiano Gianni Versace para criar sua coleção de inverno 2012 para uma mulher chique, forte, segura e ousada… Exatamente ela!

No estúdio do fotógrafo Luiz Crispino, para esta sessão de fotos, deu para entender porque ela é uma profissional top, linda e exata. Na conversa, descobre-se que ela é uma mulher madura e verdadeira em tudo a que se propõe. Fernanda merece como poucas o rótulo de top.

Leia a matéria completa na revista Go’Where n° 92