As delícias gastronômicas de St. Barths

Estar na exclusiva ilha caribenha de St. Barth é um privilégio. Desfrutar do que a culinária local oferece é como ir à França sem pisar na Europa. Uma combinação de sabores e misturas que só acontece neste paraíso que mescla glamour, luxo e requinte francês com toque de exclusividade.

Por: Luciano Garcia

A culinária de Saint-Barthélemy, ou Saint-Barth, é uma deliciosa combinação de temperos caribenhos com a sofisticação da França. Não é à toa que esta pequena ilha é considerada o epicentro gastronômico do Caribe, roteiro indispensável para quem curte a alta culinária francesa. St. Barth está a pouco mais de 3 horas de viagem de Miami, mas pode ser alcançada também via Panamá, com uma escala em St. Marteen.

A comida creole

É conhecida pelas surpresas que proporciona ao paladar. Esta culinária, é marcada pela união de temperos caribenhos e técnicas da Espanha e França. Nesta mistura, já acontecem outras influências internacionais, com temperos indianos, ingleses, holandeses e africanos.

Ilha francesa por excelência, a gastronomia de St. Barth é considerada como uma arte com seus menus ricos e variados. Os chefs mais estrelados do mundo já passaram pelos seus famosos festivais gastronômicos. Muitos fizeram de St. Barth seu porto seguro para criações que agradam aos mais exigentes paladares. Para quem quer se deixar levar pelas surpresas culinárias da ilha, o roteiro gourmet reserva mais de 70 restaurantes: a maioria sob o comando de um chef francês.

Festival dos Sabores

A ilha promove anualmente um dos mais sofisticados festivais gastronômicos do mundo, o St. Barth Gourmet Festival, um seleto encontro entre renomados chefs convidados e chefs residentes dos luxuosos hotéis da ilha. São quatro dias de evento e a ideia é oferecer aos turistas a oportunidade de experimentar as criações mais exclusivas, com os restaurantes parceiros oferecendo um menu de quatro ou oito pratos.

Filé de garoupa assada harmonizada com purê de acelga e mix de pepino e manga: sabor e leveza na medida certa, criação do Chef Guy Martin do Le Grand Véfour de Paris.

Bon appetit

Instalado dentro de um jardim maravilhoso, o Le Tamarin faz uma releitura da cozinha contemporânea com um toque caribenho. Para os dias quentes de verão é uma ótima pedida. Quando o italiano Fabrizio Bianconi resolveu criar o L’Isola, tinha em mente recriar os sabores e aromas de sua querida Roma. Este autêntico restaurante se tornou um dos símbolos de St. Barth.

Imperdivel também é o restaurante do hotel Cheval Blanc, com aperitivos inigualáveis, peixes frescos todos os dias, carta de vinhos franceses bem completa e as melhores sobremesas que você poderá experimentar. Destaque para o croque-monsieur de trufas negras e o cheesecake da casa, uma receita secreta que é o trunfo deste pé na areia bem sofisticado.

Já o aconchegante e requintado Bonito, do chef Laurent Cantineaux, fica no alto de uma pequena colina, com vista incrível para o porto de Gustavia, a capital. Mesmo à luz de velas, com um clima intimista, ele é bastante animado. O ambiente é puro charme durante o dia ou à noite!

“O Saint-Barth Gourmet B,Festival e um grande sucesso porque temos aqui um painel de chefs estrelados. Sabemos que a gastronomia francesa, em St. Barth e muito apreciada e e um, imenso prazer apoiar o festival na  qualidade de patrono” conta Christian Le Squer, Chef do Hotel Four Seasons Georges V,  em Paris, que soma três estrelas  no Guia Michelin e foi o anfitrião da última edição.

Entre as iguarias, destaque para o menu concebido pelo renomado chef Fabien Lefebvre, convidado do hotel Le Guanahani, que iniciou com gaspacho de abacate, seguido de atum vermelho marinado com minivegetais (foto), pernas de rã, piccata de polvo, lagosta com suco de frutas e terminou com carré de cordeiro ao caviar.

Desafio dos Chefs:

Laurent Cantineaux e Christian Le Squer realizaram uma disputa culinária criativa no restaurante Bonito durante o festival.

“Atum vermelho marinado com minivegetais do Chef Fabien Lefebvre” Ela é um alento aos paladares mais exigentes. “Para nós é muito interessante participar de um evento como esse. Isso permite mostrar a nossa cozinha aos estrangeiros ou mesmo para os franceses que não vão necessariamente à nossa região”, afirma Lefebvre, que comanda a cozinha do estrelado L´Octopus, em Béziers, sul da França.

Destaque também para as criações do chef residente Jean Baptiste Piard, no restaurante The Taino, dentro do hotel cinco estrelas Christopher. Para ele, bons produtos, muito bem preparados, são a fórmula do sucesso de sua cozinha, inspirada em suas viagens e experiências culturais ao redor do mundo. Piard incorporou sabores da Polinésia Francesa e do Caribe, o que garante muita personalidade.

Piard e o hotel Christopher receberam o chef Sylvestre Wahid, duas estrelas Michelin, que já integrou a equipe do aclamado Alain Ducasse em Paris e em Nova York. Hoje, Wahid comanda o restaurante gourmet que leva o seu nome dentro do Hotel Thoumieux, uma verdadeira lenda parisiense, com mais de um século.

O Saint-Barth Gourmet Festival virou atração anual: é um encontro imperdível para gourmands do mundo todo. “É uma honra receber esses chefs extremamente talentosos na nossa ilha. O festival é um grande evento que permite confirmar a posição dominante da ilha como um destino turístico imperdível no Caribe, fazendo com que os hóspedes e os habitantes da ilha possam descobrir a alta gastronomia francesa em um ambiente festivo e amigável”, exalta Nils Dufau, Presidente do Comitê Territorial de Turismo de Saint-Barthélemy.

Très Chic

Durante o festival, degustei surpreendente Caviar Ultreïa, marca francesa lançada por Veronique Martin. O grão deste caviar é menos fechado, exala mais aromas e permanece mais tempo na língua. Descobri que as ovas são do esturjão Acipenser Naccarii, espécie quase desconhecida, originária dos Pirineus no Mar Mediterrâneo.


SERVIÇO

Luciano Garcia viajou à convite do St. Barth Gourmet Festival www.stbarthgourmetfestival.com
Há um portal super completo sobre dicas de turismo, acomodações e o que fazer em St. Barth elaborado pela braslleira Jordana Gheler www.conexaodestinos.com

Chefs que participaram do festival:
Arnaud Donckele, 3 estrelas Michelin Restaurante La Vague d’Or de la Résidence de la Pinède em Saint-Tropez

Bruno Doucet, Restaurantes La Régalade Saint-Honoré La Régalade Conservatoire e La Régalade do 14º arrondissement em Paris

Guy Martin, 2 estrelas Michelin – Grand Véfour em Paris

Sylvestre Wahid, 1 estrela Michelin – Hotel Thoumieux em Paris

Jérôme Banctel, 2 estrelas Michelin Restaurante Le Gabriel no La Réserve em Paris

Fabien Lefebvre, 1 estrela Michelin Restaurante Octopus em Béziers

Christophe Saintagne Chef au Restaurante Papillon em Paris

Gilles Marchal Chef pâtissier na Compagnie Générale de Biscuiterie em Paris