That 70s Show!
2 de dezembro de 2014
Marieta Severo
Ela incendeia os palcos!
2 de dezembro de 2014
Show all

Itália giro em alto estilo

Itália giro em alto estilo

Nas reuniões de pauta que antecedem as edições de aniversário de Go Where Luxo buscamos selecionar um destino turístico classe A para nossos leitores. Em contato com a Leading Hotels Of the World, montamos um roteiro cultural, gastronômico e etílico na Itália – meu filho Junior estava completando 27 anos e não conhecia o país. Entre as múltiplas opções que a Bota oferece, escolhemos um roteiro infalível: Roma, Nápoles, Capri, Taormina, e os espetaculares hotéis
Leading em cada cidade.

Por Norberto Busto

Itália giro em alto estilo

Nossa primeira parada foi Roma

A cidade eterna, 2.700 anos de história, um verdadeiro museu a céu aberto, inigualável patrimônio arqueológico e artístico. Uma vida não seria suficiente para desvendar todos os seus enigmas.
Mas para nós nos aprofundarmos na crônica milenar da cidade, o restaurateur Roberto Raviolli indicou a melhor guia-cicerone da cidade – a suíça de Basileia Maria Tereza, professora de história, que fala oito idiomas, inclusive um português impecável. Ela elaborou para nós um roteiro fantástico de sete horas, numa Mercedes reluzente com chofer, que já nos esperava no aeroporto de Fiumiciano. Pontualmente as 9h30 da manhã lá estava Maria Tereza, para nos dar uma aula de história, nos levando aos principais monumentos romanos – tudo exclusivo, com entradas vip sem enfrentar filas, estacionamento na porta, etc. Maria Tereza, essa suíça apaixonada pelo Brasil, frequentemente recebe turistas brasileiros que buscam ter essa experiência única, com todas as mordomias possíveis. O passeio termina no Vaticano, com uma visita a seu museu e à célebre Capela Sistina, que recebe 25 mil pessoas por dia – para nós, graças a ela, sem fila.

 

hotel-hasller-italia-gowhere-luxoHotel  Hasller: Um Luxo

Depois de conhecer Roma em um dia – um dia glorioso mas estafante – nada melhor que retornar ao belíssimo Hotel Hasller. São 140 anos de experiência na arte de bem receber, nas mãos da quinta geração das famílias Bucher e Wirth, duas dinastias da hotelaria europeia. Localizado na Piazza Trinità dei Monti, centro de Roma, sua privilegiada localização, o clima de tradição, o serviço excepcional e a altíssima gastronomia de seu restaurante panorâmico Imàgo, no sexto andar do centenário edifício, pilotado pelo chef Francesco Apreda, um privilégio para apenas 50 pessoas e com uma vista estupenda da velha Roma (à direita).

Mas na nossa primeira noite em Roma, pedimos para o concierge reservar um restaurante distante do centro –recomendado pelo Boni e Ricardo Amaral no seu livro com dicas de gastronomia: a Trattoria da Cesare al Casaletto. Fica na periferia, mas só levamos 30 minutos para chegar. É uma trattoria extremamente simples e, aparentemente, exclusivo de romanos. Éramos os únicos turistas. Máquinas fotográficas, só as nossas.
Resolvi seguir exatamente a pedida do Boni, das entradas (flor de abobrinha frita recheada com alici) às massas (bucatini all´amatriciana). Melhor a entrada que a massa. Um belo vinho da casa. Não nos deram muita
bola. Nota? Leva um 6,5. Quase gastamos mais de táxi do que na refeição. Mas valeu pelo passeio e pela chance de conhecer uma trattoria tipicamente romana, que encantou dois sujeitos sofisticados, como o Ricardo Amaral e o Boni.

Mas, no dia seguinte, não teve erro: reservamos mesa para jantar no Imàgo. Alta gastronomia italiana, menu-degustação muito criativo e recheado de boas surpresas. Foram oito pratos que, harmonizados com os rossos nacionais, tendo Roma como cenário, toda iluminada, produziram um jantar inesquecível, comandado pelo chef Francesco Apreda.

 

A velha Nápoles

Roma vista, lá fomos nós para conhecer o TGV, o trem-bala italiano, nada comparado aos franceses, mas superconfortável, rápido – é o que importa. Chegamos pontualmente a Nápoles, a terra da pizza marguerita, criada em homenagem à Rainha Margherita, que leva as cores da bandeira da Itália (vermelho do tomate,verde do manjericão e branco da mussarela) e foi trazida para o Brasil pela família Tarallo – da Cantina Speranza.

napoles-italia-gowhere-luxo

Nápoles, típica cidade do sul da Itália: calorosa, bela, agitada e, claro, cheia de história. Um de seus ícones são os lendários varais a céu aberto, item obrigatório da cena napolitana. Sua população vibrante me remeteu à São Paulo
do início da década de 60, com suas lojinhas, restaurantes, parques de diversões. Fomos conferir seu centro histórico, com suas praças, monumentos, gelaterias, e me deparei com uma lanchonete única que vendia uns cones com porções enormes de delicias italianas. Nunca vi nada igual: deliciosos, mas uma verdadeira bomba calórica, tudo fritura… Mas valeu a pena a experiência de um tour pela cidade apaixonada por futebol, que ainda tem em Maradona um deus do calcio. Nos instalamos no imponente Grand Hotel Vesuvio, outra joia da coroa do Leading Hotels, que tem bem na sua frente um imponente castelo rodeado de bares, restaurantes, wine bars, num clima bem festivo.

vulcao-vesuvio-gowhere-luxoNa manhã seguinte, nossa guia nos esperava para conhecer Pompeia, um dos mais visitados monumentos históricos. Como eu já conhecia esse famoso sítio arqueológico, não tive grandes surpresas, a não ser a retirada de peças únicas que estavam expostas e transferidas para o museu histórico de Nápoles. Ao fundo (ao lado) o Vulcão Vesúvio, inativo, ainda mostrava sua opulência.

 

Capri – Capital do paraíso

Finito Nápoles, tomamos um vaporettto, com bares a bordo e poltronas confortáveis, em viagem de 50 minutos, e chegamos a Capri, um dos destinos mais cobiçados do verão europeu. A ilha era o paraíso de imperadores romanos – e continua sendo um recanto paradisíaco. Chegamos ao porto e nos deparamos com os tradicionais táxis locais, conversíveis e com um toldo estendido até a traseira. Muito interessante. Dez minutos depois, de teleférico, já estávamos em Anacapri, a parte mais elevada da cidade, no topo da montanha de onde se tem uma vista fabulosa de mar, céu, montanhas, barcos e um sol incrível, as águas cor esmeralda do Mediterrâneo, um verdadeiro colírio para os olhos.
Nos instalamos no Capri Palace Hotel – outro hotel de tirar o fôlego, onde fomos muito bem recebidos pela diretora de marketing, a peruana Robertta, que nos conduziu a um tour pelas belíssimas instalações do hotel. Ficamos na suíte Andy Warhol – uma homenagem ao artista plástico americano. Nas paredes, várias fotos e quadros ícones do artista, além de uma piscina exclusiva, com água na temperatura exata, tudo de muito bom gosto e requinte.

capri-palace-hotel-gowhere-luxo

À noite já nos esperava um jantar preparado pelo chef estrelado Andrea Migliacio, no incrível Il Riccio Ristorante, pendurado no penhasco que delimita a ilha, o mar por testemunha. Como sou apaixonado por risotos, quis experimentar sua criação famosa – um risotto com anchovas divino, aprovadíssimo.andrea-migliacio-gowhere-luxo

O simpático chef esteve em nossa mesa, tiramos fotos, falamos da importância de pilotar um restaurante 3 estrelas Michelin na Itália. Retornamos a Nápoles. Próxima parada: Taormina, o mais famoso centro turístico da Sicília.

 

 

 

Cartão – Postal da Sicília

Sicília – Terra encantadora, mas estávamos em dúvida… ir de avião, trem ou carro.
Decidimos pelo avião, já que a viagem é “expressa”. De Nápoles a Catânia, 45 minutos de voo. De lá, um carro alugado para chegar a Taormina. Tudo muito simples. Em uma hora de carro já estávamos entrando na cidade. Uma cidade mágica – tanto que era para ficarmos três dias e acabamos ficando seis nessa encantadora cidade que é um misto de Búzios e Campos do Jordão com praia.

taormina-gowhere-luxo

Do topo da montanha se tem uma vista espetacular do mar Jonio, um céu lindo todo azul, um mar com pequenas embarcações que é de tirar o fôlego. Para casais em lua de mel, Taormina é o lugar. À noite, a corso Umberto 1, uma espécie de Oscar Freire de Taormina, é uma festa sem igual, com gente bonita e bronzeada de todas as partes do mundo, andando pelas suas estreitas travessas, com música ao vivo em vários locais, gelaterias, restaurante, bares, lojas de roupas e artesanatos locais. Um passeio obrigatório. A maior referência hoteleira em Taormina é o San Domenico Palace Hotel, um antigo mosteiro totalmente reformulado e transformado em um classudo e imponente hotel 5 estrelas

The Leading Hotels of The World
telefones de reservas no Brasil:
11 3171-4000 (Grande São Paulo) e
0800 014 1819 (Demais Localidades).

 

1 Comment

  1. leandro disse:

    eu sou Leandro e queria divulgar meus serviço de pacote de viajem ?

    dantasbarreto@yahoo.com.br
    1198450-2712

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =