O circo chegou!

São Paulo recebe em novembro o GP Brasil de Fórmula 1, o maior evento do ano – atraindo milhões de dólares para a cidade
Por Leonardo Millen

De 25 a 27 de novembro, São Paulo vai se transformar na capital mundial da velocidade. A Fórmula 1 desembarca na cidade trazendo com ela os melhores pilotos do mundo.
Será o 40º Grande Prêmio Brasil, uma marca histórica que promete muitas emoções, mesmo com o campeonato já definido. Os campeões, o piloto alemão Sebastian Vettel e a equipe austríaca Red Bull Rancing, não vão dar moleza para ninguém. Vettel já declarou que considera o autódromo de Interlagos um dos mais desafiadores do campeonato e o público brasileiro, um dos mais calorosos e apaixonados por velocidade.

O alemão vai querer ganhar com certeza! E haverá uma ferrenha disputa pelo posto de vice-campeão entre Jenson Button (McLaren), Mark Webber (Red Bull) e Fernando Alonso (Ferrari), com Lewis Hamilton (McLaren) correndo por fora… E quem sabe não rola uma boa corrida de Felipe Massa (Ferrari), para dar uma última alegria à torcida brasileira? De qualquer forma, a etapa do Brasil é a última do campeonato. Ali se definirá o que falta definir.

Mas fora da pista há muito mais em jogo. Entre os principais patrocinadores do GP Brasil estão a Petrobras, que há três anos é o title sponsor do evento, a Shell, que este ano comemora 25 anos de parceria com o GP Brasil, a Nova Schin, fornecedora oficial de bebidas do evento há sete anos, além de Santander, MasterCard, Phillip Morris, Mitsubishi e Hospital São Luiz. Não é praxe da organização do GP Brasil divulgar os valores das cotas de cada empresa, mas dá para imaginar que não é dinheiro de chope. Fora a FIA, que gerencia a F1 como um todo, cada equipe tem seus interesses comerciais e a visibilidade e a boa performance garantem melhores contratos.

Além disso, está programada uma série de eventos paralelos, que envolvem patrocinadores, contratos milionários a serem cumpridos e a participação em lançamentos de produtos, eventos corporativos e uma infinidade de compromissos oficiais e extra-oficiais que movimentam milhões de dólares e milhares de pessoas. A expressão “o Circo da Fórmula 1” é uma alusão não só à montagem e desmontagem de uma mega infraestrutura de entretenimento como também à quantidade de atrações que envolvem o evento dentro e fora das pistas.
Veja a matéria completa na revista Go’Where Luxo nº 90.