Que tal jantar no maior avião do mundo?

O colosso dos ares – o A380, maior aeronave de passageiros já produzida – começou a voar regularmente a partir de São Paulo no dia 27 de março. Com a bandeira da Emirates, a companhia gigante dos Emirados Árabes, o super Airbus segue direto a Dubai em 15 horas sem escalas. Passageiros da Business e da First Class têm bastante tempo para desfrutar do menu completo a bordo – um voo de delícias, em cinco super refeições, preparadas pelos chefs da Emirates.

Por: Celso Arnaldo Araujo

Na First, os 14 privilegiados passageiros fazem seu menu – na ordem que bem pretenderem. De um charmoso snack a uma refeição completa com lagos-tas. Nessas 15 horas, ele se sentirá um gourmand. No conforto de sua suíte individual ou no lounge a bordo, abra o apetite com um dos drinks da extensa carta de cocktails. Exemplos: um Kir Royale – champagne com um toque de creme de cassis. Ou um Rob Roy – scotch e Martini Rosso batidos com gelo e servido com uma cereja maraschino. Se a pedida for um “spirit” puro, as opções cobrem todo o range das bebidas Premium do universo: Chivas Reagal Royal Salute, Glenfiddich 21 anos, Henessy Paradis Cognac, Ron Zacapa Rum – além de licores e digestivos.

Mas o avião já está em velocidade de cruzeiro, rumo a seu longínquo mas seguro destino, e o passageiro da First Class do A380 se sente nos ares como se estivesse no lounge de um hotel cinco estrelas. O menu, por favor. Como o avião decola de São Paulo a 1h25 da madrugada, e o passageiro deve ter saído de casa umas cinco horas antes, uma ceia básica provavelmente é a primeira refeição da longa jornada. Na entrada, canapés preparados pelo chef Pascal Tingaud em parceria com Dom Perignon – como tarteletes de queijo feta marinado com caviar aubergine. Uma espetacular tábua de queijos – Camembert (cremoso francês), Montagnolo (gorgonzola alemão), Ossau-Iraty (ovelha dos Pirineus franceses), etc. Entre os pratos principais, uma viagem às principais culinárias gourmet do mundo – Ragu de carne servido com rösti, vagem e beterraba assado, Frutos do Mar à armoricana (lagosta, camarão e vieiras em um molho no estilo bretão), Ravióli de espinafre e pinhão. Abóbora torrada no mel com tomilho e batatas ao murro com páprica podem ser pedidos como acompanhamento, entre outros. Sobremesas: uma seleção de doces, tortas, brownies e profiteroles.

Depois de uma bela noite de sono, na metade da viagem, o café da manhã é trazido à suíte e pode começar com uma omelete de espinafre e queijo feta. Ou pratos frios continentais – com fatias de frango grelhado, pastrami e queijo Leicester vermelho, com bolinhas de queijo labneh. Pães e doces crocantes, frutas frescas e iogurte complementam o bom dia do A380. Como o voo da Emirates chega a Dubai às 22 horas, no fuso local, há tempo para outros beliscos fazerem as vezes de almoço – além de canapés e pratos. Uma sopa de batata-doce e aipo, com croûtons, ou um consommé de carne, com orzo e legumes, combinam bem com a transposição rápida do dia para a noite entre a Europa e o continente asiático. Qualquer outro dos acepipes ou pratos servidos até aqui pode ser repetido, a gosto do freguês.

A chegada a Dubai encerra a etapa aérea da viagem – e inicia outra, fascinante. Mas, para os passageiros da First Class e da classe Business da Emirates, estabeleceu-se aí um novo padrão de restaurante aéreo.