Salve Miami

Miami hoje é o destino favorito dos brasileiros. E nem precisa sair do hotel, uma vez que os resorts de altíssimo luxo setornaram o must desta última temporada de verão

Por Ovadia Saadia

O clima é perfeito, as ruas são limpíssimas, a comunicação é fácil, a agitação é excepcional e fervilham novidades. Em Miami não há preconceitos. Há espaço para jovens e velhos, emergentes e bilionários, gays e héteros, americanos e estrangeiros… Uma cidade com ar jovial com todo tipo de diversão. Há inclusive um Design District cheio de lojas com cara de Nova York.O último verão, quentíssimo, que terminou agora em setembro, marcou época. A Avenida Ocean Drive, internacionalmente conhecida pelo estilo art-déco de seus edifícios e pelas diversas opções de bares e cafés à beira-mar, bombou, como sempre. Mas o destaque da temporada ficou com a agitação nos hotéis e resorts de luxo da cidade. No Acqualina e no The Settai, bares e boates foram disputadíssimos pela high society, celebridades e estrangeiros endinheirados em férias pela cidade. A boate do Fontainbleau Hilton é a mais badalada do momento. O verão acabou, mas os hotéis e resorts de luxo de Miami continuam fervendo.Go Where circulou por alguns deles e constatou que há muitas experiências incríveis aguardando por você. Leia e reserve já a sua passagem! Miami hoje é o destino favorito dos brasileiros. E nem precisa sair do hotel, uma vez que os resorts de altíssimo luxo se tornaram o must desta última temporada de verão.

Hotel Mandarin Oriental – Oásis cinco estrelas
O resort faz parte do poderoso grupo hoteleiro e é um dos mais prestigiados do mundo. Um oásis urbano no meio da Brickell Key. Seu cenário teatral-asiático remete a O Rei e Eu, de tantas preciosidades e orquídeas amarelas. Suas suítes têm vista para a baía de Biscayne e o hóspede se sente realmente um monarca, com o sonho americano a seus pés! Além de chique, o Mandarin é extremamente bemequipado e fica à beira de uma praia privada. Um luxo! Sua piscina tem borda  infinita, com sushi bar e uma pista de jogging. Já o Café Sambal, de inspiração asiática, serve um show de café da manhã e à noite vira um movimentado sushi bar. No hotel também fervilha o restaurante Azul e o M-Bar, que oferece mais de 250 tipos de martinis, coquetéis e aperitivos orientais, como vagens mornas temperadas e lagosta agridoce.Fui ao restaurante Azul em uma segunda-feira e me deparei com uma casa lotada com todo o who’s who de Miami. O chef Joel Huff comanda a cozinha que faz uma releitura da culinária americana com toques asiáticos. Provei os caranguejos gigantes servidos numa cama de gelo picado com molho de mostarda. Já o SPA do Mandarin Oriental é o único cinco estrelas pleno na Flórida, com impressionantes 15 mil m2 em três andares. “Criamos um espaço para despertar os sentidos”,conta a sueca Osa Mallo, Diretora Geral do SPA. “São 11 salas de tratamento privadas e seis suítes VIP em um cenário espetacular para os hóspedes desfrutarem a deliciosa variedade de massagens e tratamentos”, orgulha-se.As áreas privadas do SPA têm salas separadas para homens e mulheres, vestiário e sauna. A iluminação baixa e o som da água acalmam os sentidos. Desfruto de chuveiros de rejuvenescimento. Saio com a sensação de voltar aos 20 anos! Robes maravilhosos e chiques, um cheiro de chocolate no ar e espreguiçadeiras ultraconfortáveis estimulam a meditação. Uma bela pausa da pulsante Miami. O programa completo dura cinco horas, custa 640 dólares e inclui: Tratamento Corporal, Facial, Reversão, Time Anti-Aging, Manicure, Pedicure e um almoço servido à beira da piscina.
Por Ovadia Saadia

Veja a matéria completa na revista Go’Where nº89.