Conheça quem produz as melhores mesas de São Paulo

Não há festa que se preze sem salgadinhos, docinhos e petit fours. Porque essas pequenas delícias são a própria festa. E, nas ocasiões muito especiais, como casamentos, bailes de debutantes e cerimônias de aniversário, as superbanqueteiras se tornam estrelas de primeira dimensão – verdadeiras artesãs de delícias, sobretudo doces. Como este quinteto paulistano.

Por: Zilda Brandão

Kykah Onitsuka – KYKAH DOCES ARTESANAIS

Tudo começou há doze anos, quando sua filha Enrica começou a fazer pão de mel para formaturas. Alguns meses depois, Enrica não quis seguir em frente e, entusiasmada com o trabalho da filha, Kykah Onitsuka abandonou sua profissão de analista de sistemas para dar continuidade ao trabalho, fazendo pesquisas no exterior para especializar-se só em doces. Hoje Kykah é famosa no mercado pela qualidade dos seus produtos– como o Brigadeiro Dourado, seu carro-chefe. Atualmente, sua agenda registra mais de 40 festas por mês: debutantes, chá-bar, Bodas de Ouro, casamentos, chás de bebê, aniversários, Bar Mitzva, formaturas e eventos corporativos. Aliás, sua visão empreendedora fez Kykah começar a receber encomendas de doces Kasher – hoje uma de suas especialidades. Seu chef de cozinha é o filho Kenzzo Onitsuka.

Arlette Cohen – LES DÉLICES D’ARLETTE

Tudo começou com uma brincadeira para presentear as amigas. Primeiro foram docinhos, depois congelados. Os elogios foram tantos que logo os pedidos começaram a aparecer. Arlete lembra: o primeiro foi para um batizado, em 1977. O sucesso foi tanto que ela não parou mais. Quarenta anos depois, ela hoje atende, em média, 20 festas por mês – incluindo batizados, convenções, Bar Mitzvas, almoços de negócios, coquetéis, casamentos, festa de 15 anos e primeira comunhão. O Les Délices D’Arlett e oferece aos clientes 40 tipos de doces e 40 tipos de salgados – estre estes, os carro-chefe são o Frango com Beringela e a Cebola recheada, seguidos do Kabab Garaze, prato agridoce à base de cereja, muito requisitado nas grandes festas da colônia libanesa. Constam do seu menu mais de 80 receitas árabes. Mas ela gosta de seguir também fielmente a comida caseira dos antepassados.

Muito conhecida no mercado, hoje atende empresários e personalidades da alta sociedade e também exporta suas delícias para o mundo todo. E, desses 40 anos, tem uma lembrança muito especial: “Nesses anos de trabalho, minha maior emoção foi preparar tudo para o casamento de minha filha.Uma festa inesquecível.”O Les Délices D´Arlett e, que começou com três funcionários, atualmente conta com 30.

Frida Turkie – LES MARRONS FIFI DOCES

De descendência libanesa, foi com sua mãe que Fifi – o nome pelo qual Frida é conhecida por clientes e amigos – aprendeu os segredos da deliciosa cozinha e doceria árabes. Seus doces, salgados e pratos elaborados são conhecidos e apreciados pelas famílias mais exigentes de São Paulo. Mas foi na Inglaterra, onde morou por seis anos, casou-se e constituiu família, que a arte da confeitaria de Fifi se sofisticou em cursos com os mais conhecidos confeiteiros do Reino Unido. Voltando ao Brasil, Fifi criou seu hoje famoso Marron Glacé, clássico francês servido nos chás e jantares mais elegantes da cidade, que dá nome à casa.

O Marron Glacé by Fifi continua a ser um objeto de desejo dos poderosos paulistanos. Mas, detalhes à parte, as mesas artísticas de Fifi , em algumas das festas mais elegantes da metrópole, atraem os olhares e o paladar de uma seleta clientela há mais de 30 anos. Hoje a Les Marrons oferece mais de 45 tipos de doces, divididos em cinco categorias: chocolates, brigadeiros, doces sírios e artesanais e sobremesas. E em quantidades sufi cientes para atender a eventos para até 1.500 pessoas. Hoje, também à frente do negócio, o filho de Frida, Albert (foto abaixo), traz uma visão mais inovadora, mas sempre mantendo a tradição da empresa. Fifi tem uma cozinha Kasher, para atender também os eventos da comunidade judaica.

Daniel Cohen – RED GASTRONOMIA

Ele se envolveu em gastronomia oito anos após seu casamento. A Red Gastronomia já existi a há 14 anos e era comandada por um amigo, que organizou sua festa de casamento. Tudo foi tão perfeito que Daniel resolveu associar-se a ele. Hoje, Daniel comanda sozinho o buffet e cria cardápios customizados e personalizados, tornando inesquecível qualquer que seja o evento.

A Red oferece à sua clientela diversos tipos de pratos salgados e 80 tipos de doces diferenciados, trabalhando também com qualquer tipo de pratos, inclusive Kasher. O maior fornecimento que fez até hoje foi para uma festa realizada no Anhembi, com a presença de dez mil pessoas. A Red atende casamentos, festas de batizado, debutantes, aniversários, Bar Mitzvah, convenções, Bodas de Ouro e de Prata.

Ana Regina Uchoa Leierer – LE PALAIS

Ana Regina abriu sua pâtisserie em 2008, interessando-se, em princípio, por doces grandes, mas, com o tempo, passou a fazer docinhos pequenos para casamentos e eventos sociais. Sua primeira encomenda foi feita para um casamento na família e o resultado foi tão positivo que ela não parou mais, recebendo pedidos para festas de quinze anos, eventos corporativos, aniversários, batizados, Bodas de Ouro e casamentos. O maior evento realizado pelo Le Palais foi um casamento para o qual produziu sete mil doces. Ana também é especializada em bolos de casamento, tendo produzido um de nada menos que seis andares.

Mas seu carro-chefe é o Creme de Chocolate com Gianduia. “Minha maior alegria no trabalho foi o reconhecimento da Sra. Miterrand (primeira-dama da França), que encomendou, através de Ana Maria Monteiro de Carvalho, uma caixa dos meus doces para levar para a França.”