Novos tratamentos estéticos mudam o visual dos pets

Foi-se o tempo em que os pets passavam apenas pelas sessões de banho e tosa. Eles podem e devem fazer tratamentos estéticos nos pelos para mantê-los macios, brilhantes e sem nós. Mas lembre-se: antes de qualquer procedimento, seu animalzinho deve passar por uma consulta com o veterinário para avaliar se o tratamento é indicado para ele.

Por: Malu Bonetto

Hidratação com óleo de argan

Esse tratamento é indicado para controlar a oleosidade dos pelos dos cães. “Depois de usarmos o xampu de pré-lavagem para retirar os resíduos, aplicamos o xampu de óleo de argan para abrir as cutículas dos pelos e, na sequência, aplicamos a máscara de argan que irá repor os ácidos graxos e a queratina perdidos. Para finalizar o processo, aplicamos um leave-on para fechar as cutículas e formar uma película protetora em relação aos fatores ambientais, e para manter a oleosidade no fio”, explica Aroldo Campos, gerente em estética animal do Pet Shop & Hotel Sena Madureira (SP). A periodicidade do tratamento varia de acordo com a necessidade dos pelos: se ele for longo, estiver quebradiço e sem brilho, por exemplo, deve ser feito a cada 15 dias.

Cauterização dos pelos

Assim como os fios, os pelos também precisam de reposição da queratina – substância responsável pela maleabilidade dos fios. “Na cauterização, aplicamos, mecha por mecha, uma pequena quantidade de queratina e, para finalizar, passamos a prancha para eclodir as ‘pérolas’ de queratina e selar as cutículas para um resultado imediato”, diz Aroldo Campos, gerente em Estética Animal do Pet Shop & Hotel Sena Madureira. A cauterização deve ser realizada a cada três meses nos cães.

Pet Color Repair

Com o passar dos anos os pelos, assim como os fios, desbotam ou vão ficando brancos. O produto usado nesse tratamento funciona como se fosse um xampu tonalizante, que recupera de 30% a 40% a cor natural do pelo do animal. “Indicado para os pets que estão com os pelos desbotados, avermelhados ou acinzentados, que voltam a ficar com a cor natural, o tratamento deve ser realizado a cada dois meses, conforme a necessidade dos pelos tanto dos gatos quanto dos cachorros”, comenta William Galharde, da rede Petz.

Escova tropical

Depois de lavar os pelos, aplica-se a máscara de hidratação que irá proporcionar brilho e hidratação. Entre as máscaras de frutas mais usadas, segundo William Galharde, gerente de estética da rede Petz, estão a de cupuaçu – que é 400 vezes mais hidratante do que a manteiga de karitê – e a de pitanga com buriti – que também ajuda a fortificar os fios. Já a escova de açaí e guaraná é indicada para energizar o animal, enquanto a de maracujá, para
relaxar. Pode ser feita em cães e gatos uma vez por mês.

Hidratação de chocolate e morango

Ideal para reconstruir os pelos, a hidratação conta com as vitaminas B e C, glicose, ácidos graxos do cacau e minerais do morango. A hidratação é finalizada com um leavee-in que sela a cutícula para não perder as vitaminas de seu interior. Como os pelos acabam ficando com resíduos, esse procedimento não é indicado para gatos. A técnica pode ser feita a cada 30 dias.